Com Nubank comprando Bitcoin, Warren Buffett agora possui exposição ao criptoativo

O Nubank (SA:NUBR33), o maior banco digital do Brasil, apoiado pelo CEO da Berkshire Hathaway (NYSE:BRKa), Warren Buffett, anunciou que está investindo 1% de seus ativos em Bitcoin (BTC) e adicionando opções de compra e venda para seus usuários.

De acordo com um anúncio publicado pela empresa, 1% de seu patrimônio será alocado em bitcoin por meio de sua controladora Nu Holdings (NYSE:NU), que é negociada na Bolsa de Valores de Nova York.

A medida, afirmou o Nubank, busca “fortalecer a convicção da empresa no potencial atual e futuro do bitcoin em interromper os serviços financeiros”.

De acordo com vários relatórios, a empresa de infraestrutura de criptomoedas Paxos fornecerá serviços de custódia e negociação para permitir a oferta do Nubank.

No entanto, o banco informou que ainda não permitirá o saque dos criptoativos, e que o projeto será implementado em fases.

O anúncio do Nubank detalha que o recurso será implementado gradualmente, com alguns por cento dos usuários agora podendo comprar, vender e manter BTC no aplicativo do banco.

A empresa espera que todos os clientes tenham acesso ao recurso, que também inclui compra e venda de Ethereum ($ ETH) nos próximos meses.

No anúncio, a empresa detalha que está investindo em Bitcoin devido ao seu domínio de cerca de 40% do mercado e por que é “a criptomoeda mais sólida” pelo peso que carrega e pela tecnologia que representa.

Em junho de 2021, a Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, investiu US$ 500 milhões no Nubank, antes de adquirir mais 30 milhões de ações por US$ 250 milhões em dezembro, quando abriu o capital.

O conglomerado de negócios recentemente dobrou sua aposta no Nubank com um investimento de US$ 1 bilhão.

Os investimentos significam que, através da alocação de tesouraria do Nubank, Warren Buffett, que é um conhecido crítico do Bitcoin, agora tem exposição indireta à principal criptomoeda.

Warren Buffett tem sido um dos grandes críticos do Bitcoin nos últimos anos.

Segundo o executivo, que é um dos homens mais ricos do mundo, o Bitcoin não possui valor algum e o comparou a “veneno de rato”.

Recentemente, Buffett deu uma nova explicação sobre a sua falta de confiança no criptoativo:

“Se você disser… por uma participação de 1% em todas as terras agrícolas dos Estados Unidos, pague ao nosso grupo US$ 25 bilhões, eu vou passar um cheque para você esta tarde”, disse Buffett.

“[Por] US$ 25 bilhões, agora possuo 1% das terras agrícolas. [Se] você me oferecer 1% de todos os prédios de apartamentos do país e quiser outros US$ 25 bilhões, eu lhe passarei um cheque, é muito simples. Agora, se você me dissesse que possui todos os bitcoins do mundo e me oferecesse por US$ 25, eu não aceitaria porque o que eu faria com isso? Eu teria que vendê-lo de volta para você de uma forma ou de outra. Não vai adiantar nada. Os apartamentos vão produzir renda e as fazendas vão produzir comida.”, disse o Oráculo de Omaha.

Leave a Reply

Your email address will not be published.